Para além de um repositório!
Para além de um repositório!
Educare é o novo ecossistema de Recursos Educacionais Abertos. Aqui você encontra todos os recursos que precisa para suas pesquisas e aulas. Você compartilha, salva seus favoritos ou cria seu próprio conteúdo com nosso construtor de recursos.

Descubra. Crie. Compartilhe.

Descubra muitos
recursos educacionais nas mais
variadas áreas de pesquisa.
Crie o seu próprio recurso com
o nosso construtor online de
uma maneira simples e rápida.
Compartilhe o seu conteúdo
com suas redes e comunidades.
Propague o conhecimento

Descubra novos recursos

Participação Indígena e Obstáculos ao Enfrentamento da Pandemia de Covid-19 no Mato Grosso do Sul

04/05/2021
Livro: Os impactos sociais da Covid-19 no Brasil: populações vulnerabilizadas e respostas à pandemia, 2021. No capítulo 10 (p.137-148) mediante abordagem etnográfica é analisado o protagonismo indígena, com foco nas ações desenvolvidas por povos indígenas no contexto da pandemia da Covid-19 no estado do Mato Grosso do Sul. Nos dois capítulos é evidenciado o consenso de que a pandemia de Covid-19 expôs, amplificou e aprofundou as desigualdades sociais, a precariedade das condições de vida e as iniquidades em saúde vivenciadas pelos povos indígenas. Crédito da imagem: Imagem de PIRO4D por Pixabay (https://pixabay.com/pt/users/piro4d-2707530/?utm_source=link-attribution&utm_medium=referral&utm_campaign=image&utm_content=5009994)

Pandemia de Covid-19 e os Povos Indígenas no Brasil cenários sociopolíticos e epidemiológicos

04/05/2021
Livro: Os impactos sociais da Covid-19 no Brasil: populações vulnerabilizadas e respostas à pandemia, 2021. No capítulo 9 (p.123-136) é apresentada a vulnerabilidade desse grupo social a ser priorizado nas ações, assim como dados epidemiológicos sobre o impacto e monitoramento da Covid-19 entre esses povos, e discutido o plano da União para seu enfrentamento nos âmbitos legislativo e judiciário.

Covid-19 nas Favelas cartografia das desigualdades

04/05/2021
Livro: Os impactos sociais da Covid-19 no Brasil: populações vulnerabilizadas e respostas à pandemia, 2021. No capítulo 8 (p.111-121) são trazidas análises sociais e epidemiológicas sobre a Covid nas favelas, fruto de reflexões compartilhadas com moradores e articuladores locais. O objetivo é destacar as dinâmicas sociais e suas repercussões nas condições de vida em favelas, no contexto da pandemia, e seus desdobramentos em termos socioepidemiológicos. O avanço da Covid nos espaços de favelas está intrinsecamente vinculado a sua histórica precarização e à manutenção de políticas públicas não efetivas, incapazes de fornecer, no contexto da pandemia, ações de proteção social. Assim, são abordadas as traduções epidemiológicas nos padrões de adoecimento nitidamente desfavoráveis em populações de favelas, em um recorte interseccional de classe, raça, gênero e ocupação, no panorama de morbimortalidade dessa doença – mortalidade, hospitalização, letalidade, entre outros indicadores. Além disso, são apresentadas também algumas análises produzidas pelos próprios sujeitos das favelas em relação a inúmeros problemas agudizados pela pandemia, na maior parte deles de caráter estrutural, bem como a potência das reações, traduzidas em iniciativas concretas de enfrentamento de base local. Crédito da imagem: Imagem de Gerd Altmann por Pixabay (https://pixabay.com/pt/users/geralt-9301/?utm_source=link-attribution&utm_medium=referral&utm_campaign=image&utm_content=4966155)

Deficiência e Interseccionalidade na Pandemia de Covid-19

03/05/2021
Livro: Os impactos sociais da Covid-19 no Brasil: populações vulnerabilizadas e respostas à pandemia, 2021. No capítulo 7 (p.99-109) é ressaltada uma lacuna importante nos registros de dados sobre as repercussões da Covid-19 na vida das pessoas com deficiência, assim como a importância de uma análise na qual o acompanhamento contínuo dos dados relacionados a tais sujeitos acione os marcadores sociais em uma leitura interseccional. É preciso dirigir um olhar crítico para a interação de negligências na construção de conhecimento sobre a saúde das pessoas com deficiência, com destaque para as desigualdades e iniquidades no acesso aos direitos sociais em geral, e pensar a interseccionalidade no campo da deficiência, sobretudo questionando recalcitrantes políticas capacitistas colocadas em relevo no contexto da pandemia.

Preparação para a resposta a Emergências em Saúde Pública para COVID-19

27/09/2021
Reflexão sobre as necessidades de saúde que surgem de uma emergência de saúde como a pandemia de COVID-19 por Victor Grabois, médico sanitarista doutor em saúde pública e Coordenador executivo do Proqualis/Icict/Fiocruz e Margareth Portela, pesquisadora da Fiocruz.

Gestão da informação e sistemas de alerta em emergências em saúde pública para COVID-19

27/09/2021
Gestão da informação e sistemas de alerta em emergências em saúde pública para COVID-19 por Daniel Antunes Maciel Villela, pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz e Coordenador do Programa de Computação Científica (PROCC/FIOCRUZ)

O papel do SUS no processo de Gestão de Emergências e o arcabouço legal

27/09/2021
O papel do SUS no processo de Gestão de Emergências e o arcabouço legal por Eduardo Hage Carmo, médico, sanitarista, mestre em saúde coletiva, doutor em saúde pública pela UFB e pesquisador do Cidacs/Fiocruz/BA

Contexto das Emergências em Saúde Pública com foco na COVID-19

27/09/2021
Contexto das Emergências em Saúde Pública com foco na COVID-19 por Eduardo Hage Carmo, médico, sanitarista, mestre em saúde coletiva, doutor em saúde pública pela UFB e pesquisador do Cidacs/Fiocruz/BA.
Conheça Nossas Redes
As redes que compôem o Ecossistema Educare tem como propósito desenvolver iniciativas em comum permitindo a comunicação entre os criadores de conteúdo, viabilizando diversas formas de colaboração para compartilhar conhecimento.
Comunidades
Alimentação e Nutrição
Entomologia e controle de vetores
Desenvolvimento de Rhodnius prolixus
por Maiara do Valle Faria Gama em Entomologia e controle de vetores
14/08/2020
Saúde e Gênero
LGBT e COVID
por DANIELLE MORAES em Saúde e Gênero
04/09/2020
Mortalidade Materna
por Educare Plataforma em Saúde e Gênero
31/12/2017